CMPC ENTRA NA CAMPANHA SOLIDIÁRIA NO COMBATE AO CONTÁGIO DA COVID-19


 

O grupo CMPC, por meio da Softys, acaba de investir cerca de R$ 5 milhões na compra de duas máquinas para fabricar máscaras cirúrgicas de forma automatizada. Os equipamentos serão instalados nas unidades industriais da Softys em São Paulo, e em Puente Alto, no Chile.

A nova linha de produção no Brasil terá capacidade de fabricar entre 60 e 80 máscaras por minuto, totalizando 1,5 milhão de máscaras por mês com os mais altos padrões internacionais de qualidade. Para ajudar no combate ao novo coronavírus, o grupo CMPC vai doar a maior parte dos três primeiros lotes para os serviços públicos de saúde das cidades onde possui operações no Rio Grande do Sul.

“Cuidar das pessoas é o nosso principal valor e, em meio à toda esta situação que estamos vivendo, esta será uma forma de estender para a sociedade essa prática do cuidado genuíno, doando milhares de máscaras cirúrgicas para os serviços públicos de saúde”, explica Mauricio Harger, diretor-geral da CMPC no Brasil.

No Rio Grande do Sul, a estimativa é que cheguem milhares de máscaras, que serão destinadas para a rede de saúde pública e para os colaboradores e prestadores de serviços da CMPC.

 

A CMPC vem desenvolvendo uma série de iniciativas de solidariedade no Rio Grande do Sul, somente nos últimos dias já foram anunciadas:

 

·         Investimento de recursos para a melhoria de um pronto atendimento, que após as obras de reforma e ampliação terá sua capacidade de atendimento e oferta de serviços aumentada, tornando-se um hospital de média complexidade, com mais leitos para a população; 

·         Doação de 150 cestas básicas de alimento e itens de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade social de Guaíba, município onde mantém sua unidade industrial; 

·         Adesão à campanha da “Solidariedade contra o Coronavírus” em uma aliança colaborativa com outras empresas gaúchas e o Instituto Cultural Floresta (ICF). Estão sendo adquiridos milhares de equipamentos para o enfrentamento da situação no Rio Grande do Sul: 

– Máscaras cirúrgicas;

– Aparelhos respiradores;

– Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s);

– Mais de 5 mil litros de álcool em gel;

– Cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade.

Foto: Felipe Nogs/ Agência Preview

O diretor-geral da CMPC no Brasil, Mauricio Harger, destaca que é um momento crucial para unir iniciativas públicas e privadas em prol do Sistema Único de Saúde do Rio Grande do Sul. “É um momento desafiador para todos e que pede colaboração. Todas as iniciativas adotadas pelo bem do Estado e da sua população farão a diferença para preservar a saúde das pessoas”, afirma.  

Tags Destaque

Compartilhe essa postagem

Sem comentários

Adicione o seu

Saúde Pública